Arquivo da tag: passe adiante!

Passe adiante II : A Gente Colhe o Que Planta!

Renato quase não viu a senhora,com o carro parado no acostamento. Chovia forte e já era noite. Mas percebeu que ela precisava de ajuda. Assim parou seu carro e se aproximou. O carro dela cheirava a tinta, de tão novinho. A senhora pensou que pudesse ser um bandido. Ele não parecia seguro, parecia pobre e faminto. Renato percebeu que ela estava com muito medo e disse: “Eu estou aqui para ajudar madame não se preocupe. Por que não espera no carro onde está quentinho? A propósito, meu nome é Renato”…Bem, tudo que ela tinha era um pneu furado, mas para uma senhora de idade avançada era ruim o bastante. Renato abaixou-se, colocou o macaco e levantou o carro. Logo ele já estava trocando o pneu. Mas ficou um tanto sujo e ainda feriu uma das mãos. Enquanto apertava as porcas da roda ela abriu a janela e começou a conversar com ele. Contou que era de São Paulo e que só estava de passagem por ali e que não sabia como agradecer pela preciosa ajuda. Renato apenas sorriu enquanto se levantava. Ela perguntou quanto devia. Já tinha imaginado todas as terríveis coisas que poderiam ter acontecido se Renato não tivesse parado e ajudado. Renato não pensava em dinheiro, gostava de ajudar as pessoas. Este era seu modo de viver. E respondeu: “Se realmente quiser me pagar, da próxima vez que encontrar alguém que precise de ajuda, dê para aquela pessoa a ajuda de que ela precisar e lembre-se de mim”. Alguns quilômetros depois a senhora parou em um pequeno restaurante simples, a garçonete veio até ela e trouxe-lhe uma toalha limpa para secar o cabelo molhado e lhe dirigiu um doce sorriso. A senhora notou que a garçonete estava com quase oito meses de gravidez, mas ela não deixou a tensão e as dores mudarem a sua atitude. A senhora ficou curiosa em saber como alguém que tinha tão pouco, podia tratar tão bem a um estranho. Então se lembrou de Renato. Depois que terminou a sua refeição, e enquanto a garçonete buscava troco, a senhora se retirou. Quando a garçonete voltou queria saber onde a senhora poderia ter ido quando notou algo escrito no guardanapo, sob o qual tinha 4 notas de cem reais(R$100,00). Correram lágrimas em seus olhos quando leu o que a senhora escreveu. Dizia: – Você não me deve nada, eu já tenho o bastante. Alguém me ajudou hoje e da mesma forma estou lhe ajudando. Se você realmente quiser me reembolsar por este dinheiro, não deixe este círculo de amor terminar com você, ajude alguém. Aquela noite, quando a garçonete foi para casa cansada e deitou-se na cama, seu marido já estava dormindo, e ela ficou pensando no dinheiro e no que a senhora deixou escrito. Como pôde aquela senhora saber o quanto ela e o marido precisavam disto? Com o bebê que estava para nascer no próximo mês, como estava difícil. Ficou pensando na bênção que havia recebido, deu um grande sorriso. Agradeceu a Deus. Virou-se para o marido que dormia ao lado, deu-lhe um beijo macio e sussurrou: -Tudo ficará bem. – Eu te amo Renato! 

Pense nisso. E se você quiser me pagar por esta mensagem. Passe adiante. E não deixe o círculo do amor morrer com você!

A VIDA É ASSIM,  UM ESPELHO. TUDO QUE VOCÊ TRANSMITE VOLTA PARA VOCÊ!

anjo 30/12/2015

Passe adiante!

Antes de contar a mensagem que escolhi para hoje :“Passe adiante!’. Vou contar uma história real que vivenciamos .Temos uma clínica especializada de odontologia no Brasil há muitos anos e muito conhecida por surpreender nossos clientes com momentos mágicos, afinal o desejo de ser importante é a mais profunda das solicitações da natureza humana, jamais deixamos de dar atenção a quem nos procura com seus problemas muitas vezes de difícil solução. E, foi assim que numa manhã entrou na clínica um senhor muito bem vestido, parecia um alto funcionário de uma empresa multinacional, chegou entrou no escritório e nos disse, fui informado que vocês são a única clínica que pode ajudar no meu problema. Bem, falou ele , minha mãe está acamada há muito tempo e ela tem câncer, e o dentista que sempre cuidou dela não tem como atendê-la em casa, então falamos bem nós temos uma unidade móvel odontológica e podemos emprestá-la para seu dentista fazer o tratamento dela, respondeu ele a casa de minha mãe é numa rua sem saída e não entram carros lá. Bem vamos tentar um dentista que conhecemos que possui um consultório portátil, ligamos e ele estava nos Estados Unidos e só voltava dentro de um mês e o equipamento esta trancado; bem esse Sr tinha uma reunião na empresa e precisava viajar, então falamos deixe o seu telefone que até o fim do dia lhe daremos um feedback e uma solução. Chamamos nosso técnico explicamos a situação ele sugeriu montar um equipo com as canetas e um pequeno compressor no quarto dessa senhora assim o dentista dela poderia fazer o tratamento com todos os recursos e o conforto que a mãe dele merecia, pedimos para ele instalar na casa dela, que ficava a mais de 40 km, o equipamento que deveria lá ficar o tempo necessário até concluir o tratamento, nosso técnico cobrou por tudo cerca de 30 euros. Bem ligamos passamos as novas informações  o senhor ficou imensamente grato e logo tudo foi arrumado, sugerimos que o dentista da mãe dele realizasse o tratamento pois ela se sentiria mais a vontade, ao invés de nós o fazermos. Afinal tudo foi feito com sucesso e um mês depois ele apareceu na clínica com um imenso sorriso e dizendo que realmente nós éramos especiais e que fazia questão de nos pagar pelo trabalho que tivemos…nesse momento dissemos :”o Sr já nos pagou com o amor que tem pela sua mãe, isso é muito raro nos dias de hoje …seus olhos ficaram com lágrimas e então  falamos vamos contar-lhe uma história que se chama : Passe adiante .

 Lá estava eu com minha família, em férias, num acampamento isolado e com carro enguiçado. Isso aconteceu há 5 anos, mas lembro-me como se fosse ontem. Tentei dar a partida no carro. Nada…Caminhei para fora do acampamento e felizmente meus palavrões foram abafados pelo barulho do riacho.

Minha mulher e eu, concluímos que éramos vítimas de uma bateria arriada.

Sem alternativa, decidi voltar a pé até a vila mais próxima e procurar ajuda.Depois de uma hora e um tornozelo torcido, cheguei finalmente a um posto de gasolina.

Ao me aproximar do posto,lembrei que era domingo e é claro, o lugar estava fechado…Por sorte havia um telefone público e uma lista telefônica já com as folhas em frangalhos. Consegui ligar para a única companhia de auto-socorro que encontrei na lista, localizada a cerca de 30km dali.

  • Não tem problema, disse a pessoa do outro lado da linha, normalmente estou fechado aos domingos, mas posso chegar aí em mais ou menos meia hora.Fiquei aliviado, mas ao mesmo tempo consciente das implicações financeiras que essa oferta de ajuda me causaria.Logo seguíamos, eu e o Zé, no seu reluzente caminhão- guincho em direção ao acampamento.Quando saí do caminhão, observei com espanto o Zé descer com aparelhos nas pernas e a ajuda de muletas para se locomover. Santo Deus ! Ele era paraplégico!!!Enquanto se movimentava, comecei novamente minha ginástica mental em calcular o preço da sua ajuda.É só uma bateria descarregada, uma pequena carga elétrica e vocês poderão seguir viagem, disse-me ele.O homem era impressionante, enquanto a bateria carregava, distraiu meu filho com truques de mágica, e chegou a tirar uma moeda de um dólar da sua orelha, presenteando-a ao garoto.Enquanto colocava os cabos de volta no caminhão, perguntei quanto lhe devia.
  • Oh! nada – respondeu, para minha surpresa.
  • Tenho que lhe pagar alguma coisa, insisti.
  • Não, reiterou ele. Há muitos anos atrás, alguém me ajudou a sair de uma situação muito pior, quando perdi as minhas pernas, e o sujeito que me socorreu, simplesmente me disse:
  • Quando tiver uma oportunidade, ‘Passe isso adiante’. Eis minha chance…. Você não me deve nada! Apenas lembre-se:Quando tiver uma oportunidade semelhante, faça o mesmo…‘Somos todos anjos de uma asa só, precisamos nos abraçar para alçar voo ‘Bonito, hein? Gostou?Não agradeça, apenas ‘passe adiante’…..!!       anjo